domingo, 29 de novembro de 2009

ESQUADRÃO C.A.O.S.

Aí pelo início dos anos 90, a grande sensação era os quadrinhos da IMAGE...sete grandes artistas se reuniram e criaram uma editora que prometia rivalizar com MARVEL e DC...com o passar dos anos viu-se que o conceito "visual exuberante / argumentos fracos" não seguraria a onda, e a IMAGE praticamente saiu da briga pela liderança do mercado de quadrinhos americanos...contudo, naquela época, seu apelo era muito forte, e, com grandes influências dos W.I.L.D.CATS do Jim Lee e da STRIKFORCE, do Marc Silvestri, eu criei o ESQUADRÃO C.A.O.S., uma força paramilitar superhumana para enfrentar o crime no Rio de Janeiro, na época, já bem conturbado com a questão do crime organizado.



O Esquadrão CAOS (abreviatura de COMANDO DE ATAQUE ORGANIZADO AO SUBMUNDO) é formado por sete membros. LIBRA, o seu líder é o capitão Caio Santos, que usa uma veste cibernética chamada PLEXSENSOR, que está interligada ao seu sistema nervoso central, que permite que ele "veja" em diversos padrões de ondas e faixas, além de poder interfacear com computadores e bancos de dados. Seu traje especial é a prova de balas e complementado com uma unidade propulsora nas costas e armamentos diversos.
PUNHAL é Gilberto Saraiva, antigo lutador de artes marciais, que perdeu o braço em um acidente de carro. seu corpo foi reconstituído com servomotores e pele de um polímero especial, derivado do Kevlar, além de um braço biônico. Usa diversas armas ninja, mas sua favorita é uma corrente com bola e adaga.
TEMPESTADE NEGRA é Suzana Albuquerque, mutante que descobriu ser invulnerável, superforte e com poder de vôo, habilidades que só pode usar seis horas por dia.
LÂMINA é Tânia Marlett, que é a reencarnação de uma samurai do século XVI. usa duas Katanas de uma liga metálica indestrutível
BLINDADO - Traficantes compraram no mercado negro de armas uma armadura que agora é usada por Luís Fernando Martins, policial que havia sido capturado pelos bandidos.
FELINO - Maurício Bentes tem reflexos, agilidade e velocidade idênticos a um felino. Garras mecânicas embutidas em suas luvas o transformam em um verdadeiro gato humano.
LINK - Camilla Bergamo tem o poder de se comunicar empaticamente com qualquer equipamento cibernético, podendo "ler" e alterar linhas de programas, além de comandar o CURSOR, uma esfera de energia que pode construir objetos sólidos a seu comando.

Nunca trabalhei muito com o Esquadrão, embora tivesse um crossover pensado com eles e os PROTETORES...na verdade só fiz uma história em 3 partes, e depois nada...quando o Rod Gonzalez me convidou pra ilustrar uma HQ sua do Blenq, havia no roteiro original a participação de uma heroína...como estava em aberto, escalei a LINK e o ESQUADRÃO fez uma participação especial. recentemente eles foram solicitados pelo Sérgio Oliveira para um cross-over com vários personagens, e eu os cedi, esperando vê-los logo em ação.
 


Um comentário: